quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

(MG) Acidente provoca congestionamento na BR-365

Colisão entre um caminhão-cegonha e uma carreta porta-container provocou congestionamento de 6 km.

A BR-365, próxima ao trevo do posto Xapetuba, registrou um congestionamento na tarde de ontem de mais de 6 quilômetros em cada uma das pistas, após a colisão de um caminhão-cegonha e uma carreta porta-container, que interditaram a pista sentido Monte Alegre de Minas-Uberlândia. Segundo o motorista da cegonha, Hélio Gomes da Silva, a carreta perdeu o controle e invadiu a pista contrária. “Para não bater de frente com ele, eu joguei a cegonha para o lado, mas ele me acertou na lateral e eu tombei também”, disse o motorista que sofreu escoriações no braço.

Dilson Luiz dos Santos, motorista da carreta, foi encaminhado ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), com lesões leves.

Os 11 automóveis que estavam na cegonha, avaliados em cerca de R$ 500 mil, ficaram danificados. A carga seguia de São Bernardo do Campo (SP) para Belém (PA). Os 28 mil kg de frangos congelados da carreta saíram de Rio Verde e vinham para Uberlândia, de onde seguiriam de trem para o porto de Santos (SP) e de lá, para Durban, na África do Sul. “Vamos ter que incinerar toda a carga”, disse Jhonatan Dias Queiroz, proprietário da transportadora.

Segundo o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Paulo Leal, o desnível de cerca de 10 centímetros na lateral da pista pode ter feito com que o motorista da carreta tenha perdido o controle da direção. “Mas o que ele fez para sair da pista não sabemos”, disse o inspetor. Para o motorista Hélio Gomes da Silva, que passa pelo trecho toda semana, as más condições da pista colaboraram para o acidente. “Aqui não tem acostamento, é mal sinalizado, tem buraco na pista e esse desnível da lateral é muito alto. Quem sai, não consegue voltar sem perder o controle do veículo”, afirmou.

A reportagem não conseguiu entrar em contato com o Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit), que trabalha nas obras de duplicação da pista.  Até as 21h de ontem, a PRF ainda trabalhava no local, sem previsão de término.

FONTE: CORREIO DE UBERLANDIA

Postar um comentário