sábado, 13 de novembro de 2010

Roubo de Cargas diminui 10,87% no Estado de São Paulo.

De acordo com a SSP/SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), média mensal de prejuízos sofreu retração de 1,72% em relação a 2009

A SSP/SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) divulgou o número total de ocorrências de roubo de cargas de janeiro a setembro de 2010. Ao todo, foram registrados 5.198 assaltos em todo o Estado, sendo que 2.650 das ações (50,98% do total) foram realizadas somente na capital. Apesar do alto índice, a média mensal de ocorrências sofreu uma forte retração de 10,87%: 577,5 incidências de roubo ante as 648 registradas na média mensal do ano passado.

O coronel Paulo Roberto de Souza, assessor de segurança do SETCESP (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região), enxerga a redução como um quadro de grande otimismo para o setor. “No ano passado nós assistimos o roubo crescer absurdamente, mas para esse ano estamos projetando uma redução de aproximadamente 11% após um crescimento de quase 17% no ano passado, e essa reversão de curva é muito boa. Em termos macro, isso representa, hoje, de 800 a 900 ocorrências de roubos a menos”.

Já em relação ao levantamento de valores subtraídos, de janeiro a setembro, o setor já perdeu R$ 207,970 milhões com roubo de cargas no Estado. A média mensal totaliza R$ 23,091 milhões, o que resulta em uma queda de 1,72% em relação aos meses de 2009, quando foi registrado um prejuízo médio de R$ 23,495 por mês.

“Tenho consciência de que ainda convivemos com um cenário de alto risco, mas essa queda mostra uma ação continuada dos órgãos de policiamento com a prioridade que foi dada em relação ao roubo de cargas. Além disso, acredito que essa queda anual ocorra em todo o território nacional”, acrescenta Souza.

Dentre as cargas mais visadas estão: produtos alimentícios, cargas fracionadas, eletro-eletrônicos e produtos farmacêuticos. Confira abaixo a distribuição das ocorrências:

 

FONTE: TRANSPORTA BRASIL

Postar um comentário