sábado, 13 de novembro de 2010

(RJ) Acidente fere 2 pessoas e congestiona a Ponte Rio-Niterói na véspera do feriadão

Carro capota e caçamba de caminhão de areia tomba sobre táxi ferindo motorista e passageiro

Um acidente envolvendo um caminhão, um táxi e um veículo de passeio deixou duas pessoas feridas, na noite desta sexta-feira, na descida do Vão Central da Ponte Rio-Niterói, sentido Rio. Um Honda Civic capotou. O caminhão, carregado de areia, tombou sobre o táxi. O motorista e um dos passageiros, que ficou presos nas ferragens, sofreram fraturas. A via chegou a ser fechada vários vezes para o socorro às vítimas, a retirada dos veículos e limpeza da pista. O trânsito ficou caótico.

Foto: Oswaldo Praddo / Agência O Dia

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 22h45. O pintor Joadson Soares da Silva, de 24 anos, contou que ele e o colega de profissão Alexandre Miranda Ferreira, de 29 anos, saíram do trabalho em São Gonçalo, na Região Metropolitana, e seguiam no táxi placa LPI-5315, de Niterói, para a casa do segundo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Na descida do Vão Central, o Honda Civic prata, placa LLD-9643, passou pelo táxi em alta velocidade, segundo Joadson. O motorista perdeu o controle, bateu na mureta divisória e capotou. O carro chegou a destruir parcialmente um bloco da mureta do lado direito da pista. O motorista do táxi, Flávio Neves Leslie, de 37 anos, reduziu a velocidade para evitar a colisão. No entanto, a caçamba carregada de areia do caminhão placa KOV-6234, que vinha atrás, tombou sobre o veículo.

Foto: Oswaldo Praddo / Agência O Dia

Flávio e Joadson conseguiram ser resgatados pela equipe de emergência da concessionária Ponte S.A.  Alexandre, no entanto, ficou preso nas ferragens. Durante o socorro, a terra que ficou sobre o veículo teve que ser retirada. As ferragens do táxi tiveram que ser serradas para a retirada de Alexandre. Ele fraturou o fêmur e Alexandre a clavícula. Ambos foram levados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, e passam bem. Joadson nada sofreu.

"Hoje eu nasci de novo porque não sofri nada. Os 'meninos' também nasceram de novo, apesar de terem ficado feridos", agradeceu Joadson.

Após o acidente, três das quatro pistas ficaram interditadas por quatro horas, quando uma delas foi liberada. Em vários momentos, no entanto, houve fechamento total para o socorro às vítimas, a retirada dos veículos e a limpeza da pista. O congestionamento seguiu por toda a madrugada, do local do acidente até a Ilha de Mocanguê.
De acordo com a PRF, no fim da madrugada a caçamba foi retirada e a terceira faixa liberada. Após às 6h, o tráfego fluia normalmente no sentido Rio.

FONTE: O DIA ONLINE

Postar um comentário