sábado, 20 de novembro de 2010

(RJ) Três veículos dos Correios são roubados no Rio em 12 horas

Polícia recuperou dois caminhões na noite de sexta-feira. Na manhã deste sábado, uma van com carga também foi atacada por ladrões.

Três veículos dos Correios foram roubados no Rio no intervalo de apenas 12 horas, entre o fim da noite desta sexta-feira (19) e a manhã deste sábado (20).

Depois de dois caminhões terem sido roubados na sexta e recuperados - um deles teve a carga saqueada -, nesta manhã, uma van Sprinter foi levada na Avenida Brasil, no Caju, Zona Portuária do Rio.

A assessoria dos Correios informou que a carga incluía sedex e cartas comuns. Na Superintendência da Polícia Federal, onde o caso foi registrado, policiais confirmaram o caso, mas não souberam dar detalhes do assalto.

Na noite desta sexta, dois caminhões que prestam serviço aos Correios tinham sido roubados e recuperados pela Polícia Militar. Luiz Alberto Santos da Silva, o Betinho da Mangueira, 27 anos, foi preso em um dos caminhões.

Os dois veículos, da empresa Full Log e com adesivos do Sedex, foram roubados em Benfica (zona norte), próximo ao centro de distribuição da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Um deles foi encontrado no morro da Mangueira – em bairro vizinho ao do local do roubo –, sem a carga, que havia sido saqueada.

Caminhões dos Correios são muito visados por assaltantes por transportarem frequentemente produtos de beleza, populares e de fácil revenda. A empresa, porém, não revelou qual era a carga.

De acordo com a Polícia Militar, que recuperou os dois veículos de carga, o roubo ocorreu por volta das 22h10, quando os motoristas levavam a carga em direção ao Aeroporto Internacional Tom Jobim. Em motos, oito homens armados, provavelmente traficantes da Mangueira, abordaram os caminhões.

A PM foi alertada e interceptou um dos veículos, onde o motorista da empresa e um carteiro estavam acompanhados por Betinho, desarmado. Ele foi preso sem resistir.

O outro veículo e seu motorista foram levados para a Mangueira, e o funcionário só foi liberado após a carga ter sido saqueada.

FONTE: ULTIMO SEGUNDO

Postar um comentário