quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

(SP) Comerciante era especialista em negociar carga roubada

A Polícia Civil do Estado de São Paulo, por meio de integrantes da Delegacia de Repressão a Roubos a Condomínios do  Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), descobriu um esquema de intermediação de carga roubada desenvolvida por um comerciante cearense. Sua função era encontrar receptadores para repassar os produtos. A prisão aconteceu na manhã de sexta-feira (18) no Glicério, região central da Capital. A equipe estourou dois depósitos e recuperou materiais esportivos e sanduicheiras.

A equipe apurava a intervenção do comerciante E.F.L., o 'Corintia', de 40 anos. Ele mora em Sobral, mas a cada dez dias vinha para São Paulo, onde realizava a intermediação de cargas roubadas. “O preso não levava nada para o Ceará. Sua especialidade era ganhar dinheiro intermediando a venda”, disse o delegado Mauro Fachini, titular da DRRCondomínios.

Os policiais tentavam prender E.F.L. desde o ano passado. Na manhã de sexta-feira, souberam que ele estava na cidade de São Paulo para encaminhar cargas de bolas de vôlei e de tênis, calçados esportivos e as sanduicheiras. Os produtos pertenciam a lotes roubados em Campo Limpo Paulista e Louveira nos meses de agosto e dezembro do ano passado.

E.F.L. foi preso quando negociava com o balconista L.C.S.,  o 'Velho', de 63 anos. A prisão aconteceu na rua Nioac, onde apreenderam parte das mercadorias. A dupla revelou a localização de outro depósito instalado na rua Salete, em Santana, na zona norte. O  comerciante também estava com um Citröen que apresentava queixa de estelionato. Os dois detidos foram autuados por receptação.

FONTE: SECRETARIA DE SEGURANÇA PUBLICA DE SP

Postar um comentário