domingo, 20 de fevereiro de 2011

(MT) Mercadoria roubada é recuperada pela Polícia

Mais de R$ 200 mil em mercadorias roubadas da loja Planeta City Lar em Cuiabá foram recuperados pela Polícia Civil de Várzea Grande. Os produtos tomados em assalto por 8 homens armados na madrugada do dia 28 de janeiro estavam escondidos em um caminhão baú, estacionado na casa do sogro de um dos criminosos filmados pelo circuito de segurança da loja. Dos 8, 3 já foram identificados por policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos de Várzea Grande. Dois estão presos e um foragido. Entre os produtos estão dezenas de celulares, computadores portáteis, máquinas fotográficas e diversos tipos de eletroeletrônicos, inclusive televisores de 55 polegadas, máquinas de lavar roupa, bicicletas, entre outros. Entre os produtos estavam alguns com defeito, que estavam no setor de manutenção da loja que foram levados pelos ladrões.

No dia do roubo, 3 funcionários foram rendidos e amarrados e o bando ficou cerca de 1 hora dentro da empresa, tempo em que escolheu e carregou o veículo com os materiais. A arma do vigilante foi roubada. Os 2 membros do grupo já presos são Rui Cerqueira da Silva, 32, o "Rui do Mau", morador do bairro São João Del Rey, e Luiz Antônio Marques Miranda, 32, preso após outro roubo a uma cervejaria, no início da semana. Outro que foi identificado mas está foragido é Natylian Paulo Ramos, conhecido como Paulo. O caminhão usado para transportar os produtos pertence a Rui e estava na casa do sogro de Paulo, no bairro Asa Branca, em Várzea Grande.

Segundo a chefe de operações da Delegacia de Roubos e Furtos, Nice Alegria, os policiais chegaram ao grupo quando investigaram o arrombamento ocorrido em outra loja da rede City Lar, localizada na avenida Couto Magalhães, no município. O furto ocorreu um dia antes do assalto da loja do Coxipó. No primeiro caso, o grupo entrou pelo telhado, depois de desligar o sistema de alarmes e câmeras.

A Polícia acredita que o mesmo grupo está envolvido nos 2 crimes. Pode ter havido alguma variação na participação dos integrantes, já que segundo Nice, o grupo é grande. Só no arrombamento em Várzea Grande 2 veículos foram usados para transportar as mercadorias, na grande maioria celulares, notebooks e máquinas digitais. A Polícia acredita que a quadrilha teve alguma dificuldade em achar um grande receptador para os materiais e optou para deixar a carga escondida por algum tempo, até tentar vendê-la.Ontem o material era auditado por funcionários da loja e seria devolvido ontem mesmo. As investigações terão continuidade por Cuiabá, pelo Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) do Verdão.

FONTE: GAZETA DIGITAL

Postar um comentário