domingo, 20 de fevereiro de 2011

(PR) PRF flagra desvio de combustíveis na BR 277

Na manhã de quinta-feira (17), por volta das 11 horas, a Polícia Rodoviária Federal preendeu dois homens e apeendeu diversos galões de gasolina e óleo diesel na Lanchonete do Ribas, que fica na BR 227, Km 262, localidade de Alvorada. Segundo o superintendente da PRF, Claudio Adão, a polícia já vinha há uns três meses investigando um possível desvio de carga no local.

Claudio afirma que as prisões foram realizadas em flagrante. "Em ronda pela BR 277 constatamos dois caminhões estacionados no local. Imediatamente realizamos a abordagem e demos o flagrante, pois chegamos na hora do ato. No local foram encontrados mangueiras, galões de gasolina e óleo diesel cheios, adaptadores para tanques, canos, enfim, o espaço era realmente destinado ao desvio de cargas", destaca.

De acordo com o PRF, no local estavam dois caminhões da Transportadora Dalçoquio de Itajaí - SC e o proprietário da Lanchonete, Júlio César Ribas, 27 anos. Um dos motoristas da empresa, José Gonçalves dos Santos, 32 anos e Júlio foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Irati, onde vão responder pelos seus atos.

O material apreendido, que estava armazenado em um barracão com capacidade para armazenar até dois mil litros de combustível, foi encaminhado à Delegacia. Foram levados pela polícia cerca de 400 litros de gasolina e óleo diesel.

Claudio comenta que nos desvios, os motoristas não chegam a romper o lacre da carga. "Eles conseguem fazer o combustível vazar sem abrir o lacre, pois a quantidade retirada é mínima perto do montante existente na carga, o que no final das contas acaba não fazendo diferença", enfatizam os PRFs.

No local havia dois caminhões da Dalçoquio, mas apenas um dos motoristas estava cometendo a irregularidade. Segundo informações, o outro condutor estava apenas aguardando o seu companheiro. De acordo com eles, a empresa não sabia dos desvios. E essa era a primeira vez que estavam circulando por essa região, os quais seguiam para Guarapuava.

Claudio afirma que a PRF já está investigando se há mais pontos onde acontecem esses desvios clandestinos. "Também vamos buscar saber quem estava comprando esses combustíveis, pois essas pessoas são coniventes".

A PRF já entrou em contato com a Transportadora, que vai enviar alguns motoristas para buscar os caminhões. Claudio diz que agora cabe ao delegado investigar o crime e enquadrar os envolvidos na Lei.

Júlio César, que é atleta e já jogou por um período no Azulão, diz que não tem ligação com o crime, e que inclusive já estava fechando contrato com o time de Prudentópolis. Segundo ele, a Lanchonete já tem 22 anos, e é um empreendimento da família. Já os motoristas afirmam que pararam no local para comer e tomar café, mas não sabem explicar nada sobre as provas encontradas.

FONTE: FOLHA DE IRATI

Postar um comentário