domingo, 30 de janeiro de 2011

(PR) Caminhoneiros são os novos alvos dos bandidos em Ponta Grossa


HIPÓTESE
Delegado Maurício Souza da Luz acredita que os crimes não tenham relação, pois os produtos roubados e a forma de agir dos assaltantes foram diferentes

Em apenas um dia, três caminhoneiros foram vítimas de assaltantes na região de Ponta Grossa. Um deles ficou mais de 24 horas em poder dos bandidos. As cargas de cigarro, chocolate e telha que eram transportadas pelos três caminhões foram roubadas e os motoristas mantidos em cárcere privado.

A Polícia Civil está investigando os casos e acredita que os crimes não têm relação um com o outro, ou seja, teriam sido cometidos por grupos de assaltantes distintos. “O modus operandi [forma de agir] das quadrilhas foi diferente. Sabemos que o roubo dos cigarros foi cometido por gente especializada. Os bandidos levaram apenas a carga. O roubo dos chocolates parece ter sido feito sob encomenda e das telhas os bandidos tinham interesse pela carga e também pelo caminhão, que foi levado”, conta o delegado da Seção de Furtos e Roubos, Maurício Souza da Luz.

Ele diz que o trabalho de investigação está avançado e que os assaltos teriam sido cometidos por pessoas que não moram na região. “Já temos alguns suspeitos”, adianta o delegado.

O último assalto registrado pela Polícia Militar foi a um caminhão, com placas de São João do Ivaí, que estava carregado com telhas. O veículo foi abordado no início da madrugada de quinta-feira, na BR-376, próximo ao viaduto do Núcleo Santa Terezinha. A vítima contou à polícia que um carro fechou a frente do veículo, três homens armados desceram e a renderam. Eles amarraram o caminhoneiro e o levaram para um matagal. O caminhão foi levado por dois bandidos, enquanto o terceiro criminoso ficou com a vítima.

Apenas na madrugada de ontem é que o motorista foi libertado. Ele contou à polícia que foi solto depois que o bandido que estava com ele recebeu um telefonema.

Outro assalto a caminhoneiro foi registrado às 5h30 de quinta-feira. O motorista que transportava chocolates foi abordado por três bandidos armados quando lavava o rosto, no lado de fora do veículo. O caminhão, com placas de São José dos Pinhais, estava estacionado no pátio de um posto de combustíveis, em Carambeí.

Após vendar o motorista, os assaltantes colocaram a vítima num carro. O caminhoneiro ficou refém dos criminosos por cerca de cinco horas e foi libertado em Ponta Grossa, na BR-376, na saída para o Norte do Estado. Os assaltantes levaram também o celular do motorista e os documentos da Scania. Na tarde daquele dia, o caminhão foi localizado na Avenida Visconde de Mauá, Bairro de Oficinas, perto do Viaduto Vendrami.

Já a carga de cigarro foi roubada na PR-151, entre Ponta Grossa e Palmeira, na quinta-feira. O delegado relatou que dois homens estavam em um carro que fechou a frente do caminhão. Um deles rendeu o motorista e levou o veículo até o meio de uma plantação de soja. Lá, a carroceria foi aberta e a carga transportada para outro veículo. “Os bandidos sabiam onde ficava o chip do caminhão e os procedimentos de segurança adotados pela empresa e tomaram todas as medidas para evitar serem descobertos”, comentou Maurício. O caminhoneiro foi libertado em uma cidade da região metropolitana de Curitiba.

FONTE: DIARIO DOS CAMPOS

Postar um comentário