domingo, 3 de abril de 2011

(BA/AL)Carga roubada de televisores na Bahia seria vendida em lojas em Maceió

Policiais de três Estados – Bahia, Sergipe e Alagoas já estão investigando quem são os integrantes de uma quadrilha de roubo de cargas que teria atacado um carregamento de aparelhos de TV – LCD, no valor de R$ 500 mil reais e que foi tomada na cidade de Ponto Novo, interior da Bahia.

O carregamento foi apreendido durante uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF) quando era transportada em um caminhão Mercedes-Benz/L, placa KFX 4313/PE. A preocupação do motorista, identificado como sendo Edfranklin Gabriel Simões da Silva chamou a atenção dos policiais rodoviários que estavam no posto da PRF no município de Malhada dos Bois em Sergipe, na noite da última terça-feira (29). Ao mandarem o motorista parar o veículo, os policiais verificaram diversas irregularidades nas Notas Fiscais. Ao entrarem em contato com a distribuidora os policiais foram alertados que a carga havia sido roubada durante o trajeto.

Edfranklin Gabriel e o ajudante, Arnaldo Pedro dos Santos foram presos e relataram que estavam levando toda a carga para Maceió (AL), onde deveria ser revendida a depósitos de eletrodomésticos.

Os dois também disseram que receberam R$ 3 mil de uma pessoa de nome Jorge para fazerem o transporte e que não sabiam que a carga era fruto de roubo.

Segundo a Polícia, uma nova modalidade das quadrilhas de roubos de cargas é contratarem motoristas que não tenham ligação com os acusados a fim de não levantarem nenhuma suspeita.

“Eles pagam aos motoristas e entregam o roteiro e recomendam que a viaje deve ser feita a noite a fim de não chamarem a atenção dos policiais de plantão nos postos nas rodovias. As pessoas, sejam clientes ou donos de lojas, devem ter atenção com certas promoções de eletrodomésticos. São televisores e geladeiras que são vendidas pelas quadrilhas pela metade dos preços, principalmente em lojas do interior ou as localizadas nas periferias das capitais. Muitas das vezes os donos são surpreendidos com a chegada da Polícia que tem a obrigação de até localizar e recuperar os produtos quando são vendidos a pessoas inocentes que compra pela facilidade do preço baixo. Na maioria dos casos quem compra desconhece a verdadeira procedência”, disse um policial da delegacia de Roubos e Furos de Cargas e Veículos de Maceió que ainda confirmou que as investigações já começaram a fim de identificar os integrantes da quadrilha e os locais das vendas dos produtos.

FONTE: AGENCIA MANCHETE

Postar um comentário