terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

(SP/MG) Quadrilha rouba R$ 1,3 milhão em remédios e abandona carreteiro em Santa Rita do Passa Quatro

image A Polícia Civil dos Estados de São Paulo e Minas Gerais investigam o ataque de uma quadrilha especializada em roubo de cargas que na noite de domingo (19), teria atacado um carreteiro que parava para pernoitar em Minas Gerais e após ter sido sequestrado, foi abandonado em um canavial na região de Santa Rita do Passa Quatro e sua carreta foi abandonada sem a carga na região de Ribeirão Preto.

UBERLÂNDIA 
Segundo as primeiras informações, o carreteiro que não teve seu nome divulgado, após carregar em Minas Gerais uma enorme carga de remédios avaliada em R$ 1,3 milhão deixava aquele Estado com destino a Goiânia e Brasília – DF.
Por volta das 22h, a carreta teria parado em um posto de serviços e combustível na região de Uberlândia-MG, para que o carreteiro pernoitasse e pela manhã seguinte seguisse viagem, porém ao parar o veículo de carga, o carreteiro teria sido rendido por dois integrantes da quadrilha que sob mira de armas, anunciaram o roubo e o amarraram, colocando na sequência em um veículo com outros integrantes do bando que deixou aquele local e colocaram um capuz preto na cabeça do carreteiro que rodou por várias horas.

SANTA RITA DO PASSA QUARTO
Já pelo início da manhã de segunda-feira (20), por volta das 6h15, o carreteiro acabou sendo abandonado em um canavial da SP 330 - rodovia Anhanguera, próximo ao trevo de acesso a Santa Rita do Passa Quatro. Após ter a certeza que os marginais teriam deixado o local em que foi abandonado, o carreteiro conseguiu comunicar a Polícia Militar Rodoviária e informar sobre seu sequestro e o roubo de sua carreta com a carga de medicamentos.

RIBEIRÃO PRETO
Ainda pela manhã de segunda-feira, após uma comunicação a polícia, conseguiu encontrar a carreta sem a carga de remédios e notas fiscais na SP 328 – rodovia Alexandre Balbo, próximo ao trevo de acesso a Ribeirão Preto. O caso foi encaminhado ao Plantão da Polícia Civil de Ribeirão Preto, onde o delegado Leandro Árabe registrou o roubo da carga de remédio avaliada de R$ 1,3 milhão, o encontro do carreteiro e do veículo que transportava a carga, o qual após analise de peritos do Instituto de Criminalística (IC), foi liberado.

O caso já está sob investigações da Polícia Civil dos Estados de São Paulo e Minas Gerais, que ainda não conseguiram encontrar integrantes da quadrilha e descobrir qual o destino da carga.

FONTE: NOTICENTRO

Postar um comentário