terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

(GO) Ônibus envolvido em acidente na BR-153 acumulou 30 infrações em 11 meses

A imprudência e a irresponsabilidade são recorrentes entre os motoristas que dirigem o ônibus que invadiu a pista contrária e colidiu com outro veículo em Estrela do Norte (GO), na tarde de sábado

O acidente deixou pelo menos 15 mortos e 60 feridos, sendo oito em estado grave. O registro no Departamento de Trânsito de Goiás (Detran/GO) acumula 30 multas nos últimos 11 meses, no valor total de R$ 2.042,94. A maioria das infrações é por excesso de velocidade, mas o ônibus também tem autuações por transitar na contramão de direção; pelo transporte remunerado ilegal de passageiros, entre outras.

O coletivo tem mais de duas décadas de uso e, ao que parece, a manutenção não é prioridade. Em novembro do ano passado, o veículo foi multado por “mau estado de conservação, comprometendo a segurança”. A mesma infração foi detectada em 2008.

Há ainda registros das autoridades de trânsito de que o ônibus foi flagrado mais de uma vez circulando com sistema de iluminação, sinalização, ou lâmpada queimados.

Se ficar comprovado que o veículo não tinha condições de segurança para circular, a dona da empresa J. da Silva Turismo, Francisca da Cruz Teixeira da Silva, também poderá ser indiciada. “Segundo os passageiros, alguns bancos estavam escorados com madeira para não desmontar, mas só o resultado final da perícia poderá esclarecer a real situação do veículo”, explicou o delegado de Estrela do Norte, André Campos de Medeiros.

O marido de Francisca, Oziro Soares da Silva, 59 anos, e o genro dela, Vilmar Luís de Godoy, morreram no acidente. A filha de Francisca, que se identificou apenas como Keila — e que perdeu o pai e o marido — disse que o ônibus está na empresa há mais de dois anos. Ela garantiu que tem seguro do veículo e dos passageiros.

FONTE: SURGIU

Postar um comentário