terça-feira, 1 de maio de 2012

TO - Assaltantes que se passavam por policias para roubar cargas no Tocantins são presos pela Polícia Federal de Araguaína

Os assaltantes se passavam por policiais usando veículo com giroflexo para fazer a abordagem das vitimas.

A Policia Federal de Araguaína tirou de circulação uma quadrilha de roubo de cargas nessa terça-feira, 24, que estava atuando no estado do Tocantins, apreendeu 2 veículos utilizados pelos criminosos durantes as ações e recuperou um caminhão e dois tratores roubados. Os assaltantes se passavam por policiais usando veículo com giroflexo para fazer a abordagem das vitimas.

De acordo com o Delegado da PF em Araguaína, Marcelo Morais Queiroz, após uma denúncia anônima e fazer as diligências, foram encontrados na divisa com o Maranhão um veículo Corolla que “escoltava” o caminhão carregado com equipamentos agrícolas e ao fazer a abordagem constaram a presença dos três assaltantes, dois no veiculo grande e um no carro de passeio.

O resgate dos motoristas
Após averiguar as informações, a PF pegou o Corola usado pelos criminosos e retornou até a cidade de Wanderlândia, onde os motoristas estavam em poder de outro integrante da quadrilha. Ao chegarem ao local o homem pensou que a polícia seria os comparsas e veio ao encontro e recebeu voz de prisão. Dois homens, motoristas do caminhão, foram encontrados amarrados no meio do mato, e libertados sem ferimentos.

A qualificação
A carga, os equipamentos agrícolas, avaliados em mais 700 mil reais seriam vendidos no Maranhão, mas foram recuperados. E os veículos usados pelos assaltantes, um Corolla com placa (HPP 4538-São Luis-Ma) e o Jett com placa (OGV 5580-Goiânia-Go) estão apreendidos no pátio da PF em Araguaína.

Já os quatro assaltantes foram presos em flagrante e ficarão à disposição da Justiça, na cidade de Wanderlândia-To, e responderão pelos crimes de roubo qualificado, formação de quadrilha e uso de documentos falsos.

A quadrilha
A mesma quadrilha, que passava por policiais, já havia agido na cidade de Carolina no Maranhão na última quinta-feira. A PF não divulgou os nomes dos presos e nem autorizou fazer imagens, e informou apenas que três são do interior de SP e um do estado Pará. Ainda foram apreendidos 15 celulares e uma arma de fogo.

FONTE: SURGIU

Postar um comentário