terça-feira, 1 de maio de 2012

(SP) Efeito colateral

A divulgação dos números do roubo de cargas na capital pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo levantou dados alarmantes sobre o efeito colateral das restrições aos caminhões na Marginal Tietê e outras vias importantes da cidade.

Uma reportagem publicada pelo portal G1 mostra que, em relação ao ano passado, os números de ocorrências registradas desde o início de março, quando começaram as medidas da Prefeitura, cresceram quase 40%.

O efeito das restrições no transporte de cargas da cidade de São Paulo pode ser facilmente constatado nas rodovias que chegam à metrópole. Nos horários de proibição, acostamentos e ruas adjacentes ficam repletos de caminhões estacionados, aguardando o momento para poder trabalhar.

Esta situação, que tira a produtividade do transporte na cidade e expõe motoristas e tripulantes a condições de grande risco, faz com que o roubo de cargas em regiões campeãs de ocorrências, como a saída para a Via Dutra, continue acontecendo e, o que é pior, aumente.

O roubo de cargas e as restrições aos caminhões em São Paulo são bandeiras de máxima prioridade para o SETCESP. As medidas da Prefeitura estão causando efeitos colaterais que podem ser evitados.

FONTE: PRESIDENCIA - SETCESP

Postar um comentário