domingo, 4 de março de 2012

(SP) Roubos de cargas disparam em Diadema e Mauá

Comandante Roberval Ferreira França comemorou redução na maioria dos indicadores criminais no ABC / Foto: Marciel Peres
Os índices de criminalidade divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo revelam redução na ocorrência de crimes no ABC em janeiro deste ano, em relação ao mesmo mês do ano passado.
Uma das quedas mais expressivas foi registrada nos roubos de veículos, que diminuíram 14% no período. Já os furtos de automóveis tiveram redução de 5%.
Apesar da queda, a quantidade de ocorrências deste tipo continua elevada: Somente no mês passado, 767 automóveis foram roubados e 641 foram furtados no ABC.
A Polícia Militar comemorou a redução, mas explicou que as características da região favorecem esse tipo de ocorrência.
“Numa região onde as casas são projetadas para um carro, as pessoas têm a cultura de guardar o veículo na rua. Isso acaba favorecendo a ação criminosa”, avalia o coronel Roberval Ferreira França, comandante da PM no ABC, que apontou ainda o crescimento da frota de veículos como outro fator de influência.
De acordo com a Polícia Militar o índice de recuperação de automóveis na região é superior aos 46% registrados no Estado.
Número de homicídios dobra em São Bernardo, mas diminui no ABC
A comparação de dados entre janeiro deste ano e o mesmo mês de 2011 mostra que a quantidade de homicídios dolosos em São Bernardo mais do que dobrou: cresceu 167%. “A maioria são crimes passionais, cometidos em casa, onde a polícia não tem controle”, explica o comandante Roberval Ferreira França.
A ocorrência deste tipo de crime, no entanto diminuiu na região do ABC. Foram registrados 5% menos homicídios no período, quando consideradas as sete cidades.
Os estupros cresceram 19% em um ano. O índice foi puxado por cidades como São Caetano e Ribeirão Pires.
A mudança na legislação que estabelece a definição de estupro é apontada pela PM como principal motivo para aumento de registro deste tipo de ocorrência. A lei passou a considerar como estupro atos que antes não eram enquadrados neste tipo de crime.
Roubos de cargas disparam em Diadema e Mauá
Diadema registrou o maior aumento de um indicador criminal entre todos os municípios. O roubo de cargas na cidade cresceu 900% em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado.
A presença de rodovias que cruzam o município é apontada pela Polícia Militar com um dos fatores que pode ter influenciado nos números.
A PM considera o crescimento significativo das ocorrências em Diadema como atípico. Uma das teses levantadas pela corporação é que um número acima da média de caminhões podem ter sido abandonados em trechos da Anchieta e da Imigrantes que cortam a cidade, mas que não foram necessariamente frutos de roubo no município.
Em Mauá o crescimento deste tipo de crime chegou a 200%.
Postar um comentário