domingo, 25 de março de 2012

(RO) Representantes de órgãos públicos se reúnem no Ministério Público para discutir impactos da interdição da BR-364

Os órgãos de trânsito federal, estadual e municipal apresentarão, na próxima reunião, o planejamento do tráfego de veículos e cargas no desvio e na BR-364 no período de utilização da ponte provisória.

Com o objetivo de discutir a interrupção do tráfego da BR-364, por causa de um processo erosivo causado pelas chuvas, e os impactos desse fato na área urbana de Porto Velho, o Ministério Público de Rondônia, por meio das Promotorias de Justiça do Urbanismo e da Segurança Pública, realizou na manhã desta quarta-feira, dia 21 de março, uma reunião com representantes do Ministério Público Federal, DNIT, Semtran, Polícia Rodoviária Federal, 5º BEC, Detran, Polícia Militar, Procuradoria-Geral do Município, moradores da Zona Leste e do 2º Conselho Tutelar.

Entre as deliberações tomadas está a realização de uma nova reunião na sexta-feira, às 10 horas, na sede do Ministério Público de Rondônia, para firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com todos os órgãos envolvidos na questão. Na próxima reunião, o DNIT apresentará, de forma definitiva, o Plano de Ação para o retorno da livre fluidez do trânsito nas áreas impactadas (desvio e BR-364). Até a realização da reunião, os órgãos envolvidos deverão comunicar as situações emergenciais que possam vir a ocorrer no percurso do desvio e na BR-364.

A Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano - Emdur deverá providenciar iluminação em toda a extensão do local do desvio do tráfego. O DNIT deverá fornecer imediatamente uma patrulha mecanizada no local do desvio, para que sejam feitas as intervenções necessárias, bem como apoio às equipes que estão fazendo a segurança e manutenção do tráfego 24 horas por dia.

Os órgãos de trânsito federal, estadual e municipal apresentarão, na próxima reunião, o planejamento do tráfego de veículos e cargas no desvio e na BR-364 no período de utilização da ponte provisória. Eles solicitaram ao DNIT a instalação de sistema de iluminação nas “cabeceiras” da ponte provisória, seis barracas de campanha, seis banheiros químicos e duas balanças móveis para controlar a carga dos veículos que trafegam pelo local.
Ficou acordado que caso haja liberação da ponte antes da reunião da sexta-feira, será permitido apenas o tráfego de veículos de transporte de passageiros, carregados ou não; veículos de carga, desde que estejam vazios, e veículos de pequeno porte (não articulados).

FONTE: TUDO RONDONIA

Postar um comentário