domingo, 26 de junho de 2011

(SP) Violência em roubos de cargas

Em um dos casos, criminosos usaram artilharia pesada contra a polícia.

Dois caminhoneiros e até vigilantes da escolta armada de um dos carregamentos foram alvos de quadrilhas especializadas em roubos de cargas durante a madrugada e manhã de ontem. O perigo esteve mais próximo, principalmente, de um motorista de Guarulhos, 58 anos. Refém, ele se viu em meio à troca de tiros entre os criminosos e a polícia até ser deixado na zona rural de Limeira. O bando, que também roubou armas durante a ação, revelou-se fortemente armado.

Além da artilharia pesada, os ladrões demonstraram ter preparado toda uma "logística" para roubar um carregamento de cigarros. A quadrilha chegou a utilizar um furgão para transportar os agentes da escolta armada e o motorista, após dominá-los. O roubo das mercadorias acabou frustrado, mas os assaltantes angariaram três armamentos dos vigilantes, além de munições. O crime teve início em Campinas.

A carreta e a escolta foram interceptadas na rodovia Dom Pedro, por volta das 3h30. A princípio, cinco homens armados e encapuzados promoviam o assalto com dois carros pretos - um Honda Civic e um Fiat Marea. Depois, surgiu um Fiat Fiorino baú, onde foram mantidos os dois agentes da escolta, 24 e 29, e o motorista. Dois revólveres 38 e uma escopeta calibre 12 foram roubados dos vigilantes, além dos coletes à prova de bala. Levados até a rodovia Bandeirantes, os agentes acabaram libertados nas imediações do km 80, já durante a manhã. Quanto à carreta, um dos criminosos a conduziu até o km 142, onde a abandonou com a carga por ter sido bloqueada por meio do rastreador via satélite. Também pela manhã, porém, na rodovia Limeira-Cosmópolis, num canavial, policiais militares localizaram um Hyundai I30. Junto ao automóvel, também libertaram o motorista, que estava no porta-malas.

De acordo com a polícia, o carro esteve envolvido no assalto, inclusive fora abandonado na região do km 8, após troca de tiros com policiais. Tanto que o veículo tinha o vidro traseiro todo quebrado e, dentro do automóvel, havia 17 cápsulas de fuzil calibre 762, uma munição intacta ponto 40 e até um giroflex (luminosos utilizados em automóveis da polícia sem identificação descaracterizados).

Suspeitos não foram localizados. Nenhuma das vítimas ficou ferida com o crime. Quanto ao outro roubo de carga, a ação dos criminosos aconteceu em Limeira, na via Anhanguera. Novamente, medicamentos foram visados.

Carregamento de remédios é alvo

Outra carga de medicamentos foi alvo de assalto, ontem, em Limeira. É o segundo caso no mês. Mais R$ 15,5 mil em remédios foram parar nas mãos dos criminosos. Um motorista, 33 anos, levava as mercadorias num Fiat Fiorino quando foi interceptado na via Anhanguera, no início da manhã, na região do bairro do Ferrão, nas proximidades da Unip.

Os ladrões utilizavam um furgão idêntico ao do motorista, que foi obrigado a retornar ao sentido capital e acessar uma estrada de terra que leva à empresa Ripasa, no bairro Lajeado. No local - uma fazenda -, os assaltantes transferiram a carga ao próprio veículo e fugiram, abandonando o motorista.

Ao sair de Nova Odessa, os remédios tinham como destinos farmácias de Rio Claro, Itirapina, São Carlos e Américo Brasiliense. No início do mês, cerca de dez homens promoveram assalto a um carregamento com medicamentos na rodovia Limeira-Cosmópolis, avaliado em R$ 20,6 mil, aproximadamente. (MB)

FONTE: JORNAL DE LIMEIRA

Postar um comentário