quarta-feira, 29 de junho de 2011

(BA) Empresário preso por roubo de carga

Ex-secretário de Administração de Irajuba comandava a quadrilha, que desviava caminhões de transporte de combustíveis para o posto que ele tinha na cidade.

Seis homens acusados de roubar cargas de combustível foram apresentados na manhã de ontem na sede da Polícia Civil na Piedade. A quadrilha foi presa em flagrante por investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga) e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no último dia 22, na localidade de Palmeiras, em um posto de gasolina, na BR-342, após roubar um caminhão tanque carregado de óleo diesel.

O motorista do veículo, identificado como Rildo, foi encontrado pelos policiais amordaçado dentro do caminhão. O grupo agia nas imediações das cidades de Lençóis, Itaberaba e Tanquinho. Nos últimos três meses, a quadrilha realizou cinco assaltos, avaliados em R$242 mil.

A carga roubada era levada para o Auto Posto 73, na BR-116, em Irajuba, que é de propriedade de Humberto Sólon Sarmento Franco Junior, apontado como o chefe da quadrilha. Humberto é filho do ex-prefeito e já foi secretário de administração do município. Ele alugava um caminhão que pertencia ao comparsa Wellington pelo valor de R$12 mil para fazer a transferência da carga durante o assalto.

De acordo com o titular da Decarga, João Uzzun, os veículos eram interceptados pela quadrilha quando saíam da base da Petrobras de Madre de Deus e seguiam para a base de Luis Eduardo Magalhães. Durante a ação, os acusados apontavam um revólver calibre 38 em direção ao motorista da carreta, interceptavam o veículo, colocavam o condutor em outro carro, levavam para um cativeiro e seguiam com o caminhão para descarregar. O grupo estava sendo investigado desde o começo do ano e foi responsável por cinco assaltos entre janeiro e junho.

Para despistar a polícia, após descarregar o material, eles deixavam a carreta roubada na cidade de Vitória da Conquista ou em Minas Gerais.  Durante o roubo, a quadrilha utilizava um caminhão, um veículo Celta e uma caminhonete S10 para fazer a escolta da carga. “Quando eles planejavam o assalto, acompanhavam o caminhão durante a viagem, até chegar a um local em que o motorista dirigia em baixa velocidade para fazer a  abordagem. Toda a carga era vendida no posto que pertence a Humberto”, disse o delegado. Ainda de acordo com o delegado, tentando escapar durante a abordagem policial, um dos acusados chegou a atirar contra os policiais, jogando a carreta em direção a um agente.

Entre os presos, Welliton Souza Monteiro, Carlos Wagner Nascimento, 37anos, Fabrício Damázio Farias, 33 anos, Fabiano de Jesus Santana, 29 anos, José Claudio Almeida Vieira, 35 anos, e Humberto Sólon Sarmento Franco Junior, 39 anos.

Segundo a polícia, cada integrante tinha uma função durante o roubo. Welliton dirigia a carreta, Fabrício, que é funcionário de Humberto, desativava o serviço de rastreamento do veículo para despistar a polícia, Humberto dirigia um dos veículos, fazendo a escolta da carga, sendo que José Carlos, ex-estudante de medicina, e Fabiano tomavam conta do cativeiro, enquanto Gilvan, que continua foragido, apontava a arma em direção ao motorista do caminhão.

Os assaltantes vão responder por roubo qualificado e formação de quadrilha. Eles estão presos no presídio de Feira de Santana à disposição da Justiça. Nenhum dos acusados quis falar com a imprensa. O delegado informou que continua investigando a participação de outros comparsas nos crimes.

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA

Postar um comentário