quinta-feira, 16 de junho de 2011

(RS) Porto Seco de Uruguaiana recebe investimentos para reforçar segurança

Rondas, controle de acesso, vigilância armada 24 horas e atuações junto à Polícia Federal estão fazendo da unidade um local mais seguro.

Nos últimos meses, a Elog/Columbia/EADI SUL passou a investir mais na melhoria das ações de gerenciamento de riscos e segurança no Porto Seco de Uruguaiana (RS). Uma série de iniciativas dentro e nos arredores da foram tomadas recentemente.

Os procedimentos para gerenciamento de riscos do porto vão desde o controle de acesso de todos os usuários e veículos até a vigilância armada 24 horas. Há rondas que percorrem todo o perímetro do porto, e rondas motorizadas, feitas com duas motocicletas exclusivas para dar agilidade e efetividade à segurança. Toda a instalação conta com alambrado de ferro, com altura de 2,5 metros e 60 cm de cerca elétrica. Há, também em todo o perímetro da unidade, sensores ativos para monitorar tentativas de acesso. Paralelamente, foram instaladas câmeras de segurança nas áreas de movimentação e de acesso de pedestres e veículos.

A Elog/Columbia/EADI Sul também está mantendo dez conferentes de pátios, com atenção voltada para a organização e segurança dos veículos e de suas respectivas cargas.

O Porto Seco de Uruguaiana conta com uma Brigada de Emergência e com um convênio com a Unimed. A brigada é composta por 20 colaboradores, todos treinados e certificados para atendimentos emergenciais. E o Convênio Unimed atende todos os usuários em caso de acidentes ou maus súbitos.

Já no entorno do porto, a ronda ostensiva no Distrito Rodoviário eliminou roubos de motoristas nas filas, a abertura de lacres de cargas nos caminhões, as tentativas de estourar pneus e os assaltos a funcionários.

A empresa também passou a adotar ações junto ao Conselho Tutelar para retirar crianças que vendiam diversos produtos no acesso ao porto seco. Com isso, a exploração do trabalho de menores deixou de ocorrer.

A Polícia Federal também passou a realizar uma série de ações atuando com mais ênfase no combate ao tráfico de entorpecentes, à exploração sexual e contra piratarias em geral.

FONTE: TRANSPORTA BRASIL

Postar um comentário