terça-feira, 2 de agosto de 2011

(SP) Roubo de cobre aumenta 46% em junho

São Paulo-Indústria de cobre teve prejuízo de R$278 mil com desvio de 15,4 toneladas no mês de junho.

Segundo levantamento do Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos do Estado de São Paulo (Sindicel), o valor é 46,5% maior do que os R$ 189,5 mil registrados em junho de 2010.

“Grande parte do roubo se concentra no momento do transporte da carga”, explica Sergio Aredes, presidente da Sindicel. “Não à toa, as empresas vêm investindo cada vez mais na segurança das fábricas e na logística. O prejuízo é alarmante e, se somarmos a isso os furtos nas redes de telecomunicações e de energia elétrica, cujo nível é muito superior, temos uma indústria paralela às custas das empresas do setor e da sociedade”.

Essa indústria revende o material roubado a empresas de energia, telecomunicações e construção civil que, por sua vez, não têm condições de fiscalizar a procedência do cobre. Embora o Sindicel não levante estatísticas da localização do roubo de carga, Arantes afirma haver uma concentração nas estradas do eixo Rio-São Paulo e São Paulo-Sul.

Apesar da alta no mês de junho, a indústria do cobre registrou queda de 15% no prejuízo em relação a 2010 - foram  R$ 2,9 milhões no primeiro semestre de 2011, ante R$ 3,4 milhões no mesmo período do ano passado. “O problema é cíclico, não pode ser eliminado. Foi um descuido pontual com a segurança, em função de urgência na entrega dos produtos, e uma coincidência infeliz com a ação dos criminosos”, diz Aredes.

FONTE: INFO ABRIL

Postar um comentário