domingo, 18 de dezembro de 2011

Rastreamento já não é tão eficaz

À Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal, em depoimento em defesa de uma regulamentação do reuso de peças de veículos para coibir o roubo de veículos para desmanche, o diretor-executivo da Fenseg, Neival Rodrigues Freitas, disse que o rastreamento atualmente não é tão eficiente.

E relata que, há alguns anos, o rastreamento tinha 95% de eficácia, hoje não chega a 60%. Isso se deve, segundo ele, ao desenvolvimento de mecanismo para impedir o sinal do rastreador. Neival salientou que apenas 47% dos 1,9 milhão de veículos roubados nos últimos 5 anos foram recuperados, e desta parcela de veículos 53% vão para desmanche.

O objetivo da audiência foi discutir a regulamentação da Lei Complementar 121/06, que cria o Sistema Nacional de Prevenção, Fiscalização e Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas.

FONTE: SEGS

Postar um comentário