quinta-feira, 29 de setembro de 2011

(MG) 2 milhões: Galpão com cargas e carreta roubadas

Vereador Juarez Fagundes, da Câmara de Luisburgo, alugou o galpão onde os materiais estavam escondidos

Uma carreta e cerca de dois milhões de reais em eletrônicos, roupas e materiais hospitalares roubados foram localizados num galpão alugado no bairro Bom Jardim, em Manhuaçu. O vereador Juarez Fagundes, da Câmara de Luisburgo, alugou o imóvel e é acusado de integrar a quadrilha.

A descoberta do galpão foi resultado de uma ação integrada das Polícias Militar. A informação passada à polícia dava conta de que o galpão estava sendo utilizado por membros da quadrilha para esconder as mercadorias. É um local isolado, próximo à antiga pedreira Bom Jardim. Como o imóvel permanecia fechado, não chamava a atenção dos moradores.

Segundo o Tenente Fernando, da Polícia Militar de Manhuaçu, foi possível visualizar o cavalo mecânico Iveco, placa IQG 4204-Canoas (RS). “Através de uma abertura na porta, os policiais visualizaram a placa da carreta. Consultamos no sistema e verificamos que havia sido tomada de assalto no dia 09. Também percebemos que havia uma grande quantidade de produtos, que poderiam ser produtos de crime, o que foi confirmado depois”, detalha.

De acordo com o apurado, a carreta foi roubada em Itaperuna (RJ). As caixas estavam com cosméticos, eletrônicos, têxteis e aparelhos de ar condicionado de valor elevado. Todos os produtos são originários de cinco roubos seguidos, ocorridos nos últimos dias.

Segundo o Tenente Fernando, o galpão servia para esconder as cargas roubadas e ainda era o ponto de distribuição da mercadoria. “A quadrilha chegava aqui com a carga, fazia transbordo da carga para um caminhão menor e assim distribuia o material na região”, conta o oficial.

Ação da quadrilha também vinha sendo investigada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Manhuaçu. Um dos investigadores disse que um integrante do “bando” fez uma ligação solicitando um caminhão para remover uma carga de cobre. A partir daí, a atenção do trabalho policial ficou voltada para o galpão situado no Bairro Bom Jardim.

Os primeiros levantamentos das polícias identificaram três integrantes do grupo especializado em roubo de cargas. O imóvel foi alugado há dois meses e, o contrato de locação está em nome do vereador do município de Luisburgo, Juarez Fagundes.

O acusado de integrar a quadrilha de roubo a carga foi procurado pela reportagem, mas não quis falar sobre a acusação. Ele alegou que estava muito nervoso.

FONTE: PORTAL DO CARAPAÓ

Postar um comentário